sábado, 14 de novembro de 2009

O Manifesto do Partido comunista





O Manifesto Comunista (Karl Heinrich Marx e Friedrich Engels) faz uma crítica ao modelo de produção capitalista. Começa dizendo que “Tudo que era sólido e estável se esfuma, tudo que era sagrado é profanado e os homens são obrigados finalmente a encarar com serenidade suas condições de existência e suas relações recíprocas”.

A rapidez com que a sociedade capitalista cresce é assustadora o que causa conseqüências na maioria das vezes catastróficas para as classes operárias ou proletariados, de um lado os “burgueses” construindo seus grandes impérios e de outro os oprimidos trabalhadores que com o suor de seus esforços físicos constroem esses impérios em troca ganham apenas o mínimo suficiente para sua sobrevivência.

Segundo os autores para que surja uma sociedade sem classe e sem exploração é preciso que se trave a união dos proletariados contra a burguesia.
Marx e Engels fornecem recursos nescessários para a compreensão da exploração do homem em suas variadas dimensões, mostrando as contradições da realidade.

No capítulo que fala sobre a posição dos comunistas, compreende-se que os comunistas deveriam procurar constitui-se em grupos organizados no interior dos partidos operários de massa que possuem características democráticas, com o intuito de lhes dar uma direção mais firme na luta socialista.
E ainda acrescenta que os comunistas dariam total apoio a toda e qualquer atividade revolucionária que se movimentasse contra o estado de coisas existentes em qualquer tempo e lugar do mundo.

Podemos observar que as idéias comunistas são na maioria das vezes mal interpretadas, sempre há alguém pronto a falar com despropósito a respeito de suas idéias, mas não param para observar se é aceitável uma família conviver com um salário mínimo, o pai e a mãe muitas vezes desempregados, vivendo em condições de vida precárias, seus filhos sendo educados para a vida numa escola pública abandonada pelo governo.
Isso é bom para quem? Sem dúvida alguma para a sociedade capitalista onde a própria educação é uma atividade lucrativa.



O Manifesto Comunista termina de uma forma triunfante, como não poderia deixar de ser.

“QUE AS CLASSES DOMINANTES TREMAM A IDÉIA DE UMA REVOLUÇÃO COMUNISTA! OS PROLETARIADOS NADA TÊM A PERDER NELA A NÃO SER AS SUAS CADEIAS, TEM UM MUNDO A GANHAR”.

PROLETÁRIOS DE TODOS OS PAISES UNÍ-VOS!


ANA CLAUDIA

2 comentários:

  1. CHECK OUT THIS NEW BLOG FOR GIRLS WITH
    THE HOTTEST FASHION TRENDS NO LIE!
    http://totalhypetrends.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Eu já fui mais extremista talvez tenha perdido essa ilusão de revolucionar e transformar o mundo.

    ResponderExcluir